Orlando: Uma viagem (quase) perfeita

junho 30, 2015

Olá pessoas, como vocês estão?

Muita gente tem me pedido, ou pediu há um tempo para eu liberar logo os posts e vídeos de Orlando e eu sei que estou em débito - sorry sorry sorry sorry... - mas hoje, eu trouxe uma espécie de crônica que escrevi para uma revista que desenvolvemos na faculdade, e que é praticamente um resumo da minha viagem. Confesso que fiquei em dúvida se eu postaria aqui, pois na verdade o que eu quero é falar tudo sobre cada lugar que fui, detalhadamente e em postagens diferentes, mas pensei bem, e achei que talvez fosse legal pra 'abrir essa série' compartilhar esse texto com vocês. Espero que gostem e se tiverem qualquer dúvida que eu possa até responder nos outros posts que estou preparando, me deixem aqui nos comentários ok?!

Pode parecer um tanto quanto clichê, mas sempre tive o sonho de viajar para Orlando, mais precisamente a Disney, é claro. Eu devia ter uns 5 anos quando ficava no sofá com os olhos vidrados na televisão assistindo Toy Story e cantando junto com os personagens “Amigo estou aqui”, essa musiquinha não sai da minha cabeça até hoje, essa e nenhuma outra dos mil desenhos produzidos pela Walt Disney Pictures. Então, decidi embarcar para onde (quase) tudo é mágico.


Em solos americanos a primeira parada é óbvia, porém indispensável, sim, que tal um big mac no maior Mc Donalds de Orlando, fica na 6875 W Sand Lake Rd e vale a pena experimentar o lanche gourmet. Aliás, estamos há alguns metros da International Dr, e o que dizer sobre essa avenida que abriga inúmeras lojas de presentes e os chamados souvenires, além de muitos restaurantes como Pizza Hit, Applebee’s, algumas churrascarias e até um parque de diversões – daqueles que parecem os de praia ou interior, que sua mãe nunca deixou você ir, com medo do brinquedo cair – e por isso não fiz as honras de ir no estilingue humano, e por estilingue humano você pode levar ao pé da letra, quando ele te arremessa você pode chegar até 120m de altura em uma força 3 vezes e meia maior do que a da gravidade. Mas não, eu não senti medo – eu acho – é que 70 dólares é muito caro para 2 pessoas, ainda mais com o dólar em alta. Então essa parte da aventura, eu pulei. Na International Dr também tem alguns outros entretenimentos menos radicais, como, exposições, cinemas 3D, esse tipo de coisa que irá agradar desde seu irmão caçula, até sua avó de 65 anos de idade.

Pra completar, na avenida, estão localizados inúmeros hotéis. Eu me hospedei no International Palms Resort, e sinceramente é um bom hotel, sem contar o fato de que no primeiro dia eles tiveram que arrumar meu cofre e o wi-fi não funcionava tão bem. Embora eu tenha encontrado o sinal perfeito quando estava do lado esquerdo da minha cama, com a cabeça para baixo e o braço em exatos 45 graus, o que me permitia atualizar o instagram e checar o facebook. Lá no hotel também havia uma piscina, que eu nem sequer molhei os pés, e uma lago com crocodilos, que inclusive você pode alimentá-los, o que achei bem divertido.


Em relação à compras o Premium Outlet na Vineland Avenue é uma excelente opção, pois conta mais de 160 lojas de marcas conhecidas. Porém se você prefere os shoppings convencionais, o Florida Mall é bem diversificado e o Mall at Millenia mais exclusivo. Para economizar e comprar coisas aleatórias, desde cosméticos à artigos para casa, vale a parada em uma das inúmeras lojas em Orlando da Dollar 3 – onde tudo, sem exceção, custa 1 dólar – Ross, com o slogan que diz tudo “Dress for less” - se vista por menos -, nos mercados Walmart e Target e na farmácia Walgreens – que também parecem um supermercado.

Mas quando se está em Orlando o que interessa realmente, são os parques, aliás o melhor investimento para enfrentar essa maratona, é tênis ou chinelo e roupa leve, pois a cidade é tão quente quanto o verão do Rio de Janeiro. Entre parques com animais e de diversão, o Oscar vai para... Digo, os destaques são: Sea Wolrd que além de apresentar espetáculos impecáveis com animais, passa uma mensagem muito bacana de preservação ambiental, mas não se esqueça de levar os lenços e se preparar para chorar vendo a apresentação da baleia Shamu. Discovery Cove, que é uma espécie de paraíso em forma de resort, com areias brancas, águas claras, muitas palmeiras, mergulho com os peixes e raias imensas, e o principal, o mergulho com os golfinhos. Eu nadei com Carolina, um golfinho com 4 anos de idade que é mais inteligente do que muita gente que conheço, sua pele é tão macia que de lembrar já quero abraça-la novamente. Busch Gardens é a melhor opção quando o assunto é diversão, parque que está localizado em Tampa, a 1h de Orlando, e possui brinquedos super radicais.


Agora partindo para o lado mágico da viagem, tanto o Downtown Disney – centro comercial que reúne lojas e restaurantes temáticos ao redor do lago Bay Lake – quanto os parques da Disney, são paradas obrigatórias e renderiam histórias para contar em um livro. O Animal Kingdom é o mais tranquilo de todos, o Epcot foi construído para ser uma cidade utópica do futuro, com muita tecnologia e preservação das culturas. O Hollywood Studios é divertido e te dá a sensação de entrar nos filmes. Mas igual ao Magic Kingdom não existe, ele por si só é considerado a Disney de fato, e ao entrar nele é como se entrássemos em um mundo mágico, onde todos são crianças novamente e os sonhos se realizam. O espetáculo final, com fogos e projeções e a parada dos personagens, não poderia ser mais perfeito e emocionante. É um momento único indescritível, que os americanos costumam chamar de “experience”, e realmeOrlandonte só vendo para sentir...

Porém como nem tudo são flores, a volta para a (realidade) casa pode ser dolorida para alguns, principalmente se extraviarem sua mala, o que realmente aconteceu comigo. E querem saber o que eu trouxe de Orlando? Apenas lembranças inesquecíveis, literalmente falando. Minha mala? Está com certeza por aí em qualquer lugar do mundo, viajando mais do que eu mesma. Por isso, essa é a história de uma viagem “quase” mágica.

Não deixem de me contar aqui nos comentários o que vocês acharam da postagem e também se quiserem deixar alguma sugestão. Um beijo e até a próxima!

You Might Also Like

8 comentários

  1. Aiiii Carol, que saudade que bateu agora!!!
    Ahhh as lojas, dollar 3, walmart, target <3, Ross e afins. Queria morar lá kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Ohhh saudades da Disney

    bjs

    http://ladycatblog1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Gostei das suas dicas, minha cunhada foi para Orlando o ano passado e acabou que não sabia direito onde comprar, porque não conhecia as lojas, quanto aos parques, ela foi em todos, amei suas fotos, ficaram lindas e é meu sonho também ir para os Estados Unidos. Agora essa coisa de mala extraviada é uó, que chato! Meu coração até sentiu uma dorzinha por isso.
    Beijos!

    www.vanviroumodinha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Pera, deixa eu ver se entendi. Sua mala foi extraviada na volta? Você perdeu TUDO?! Todas as suas coisas e presentes que havia comprado? Caramba. A Disney precisa ser mágica mesmo para suprir isso, rs. O que eu não tenho dúvida que seja. Não é preciso me conhecer muito para saber que eu sou louca, completamente apaixonada por todo o universo da Disney. Mesmo. Um dia, com certeza, sigo sua rota e acabo por lá, também. Adorei o texto, Carol! Devia escrever mais coisas assim por aqui. :)

    Beijo beijo
    www.saborabsinto.com.br

    ResponderExcluir
  5. Que demais! É ótimo realizarmos sonhos... Mas só imagino sua aflição quanto à sua mala, é uma pena! :(
    Beijocas Carol!
    http://naoehapenasmaisumblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Essa viagem foi demais, ein?? Mas quando você me contou da mala, fiquei tão revoltada, imagina você? Mas vamos tentar abstrair, você mesmo falou que era um sonho e ele foi realizado \o/ Já já recupera as coisas perdidas!!!! Um dia eu tbm farei um post como este hahaha Quero ir pra Orlando!!!!1 Apesar de não ser minha primeira opção fora do Brasil. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que linda <3
    amei as fotos, ficaram muito amorzinho, e viajar para a Disney é sonho da grande maioria das pessoas, estou esperando ficar rica pra ir (risos).

    www.blogjamillyduarte.com

    ResponderExcluir
  8. Eu nem sei o que eu faço se eu perco a minha mala!!!!! :O :O :O A empresa fez alguma coisa????
    Mas olha, por isso que eu gosto de viagens, sabia? Você viaja, vive, fica com as experiências e as lembranças e isso ninguém te tira <3
    Parece ter sido mágico enquanto durou!! Um dia eu vou conhecer esses parques, também!

    ResponderExcluir

Google +

Subscribe