Cosméticos orgânicos e naturais - O que são?

maio 14, 2015

cosméticos orgânicos

Olá pessoas, tudo bem?

Hoje o assunto aqui no blog é um pouquinho diferente do que eu normalmente posto, e tem relação com 2 coisas que vocês provavelmente devam saber, 1- eu faço jornalismo, então as vezes escrevo algum artigo/matéria para a faculdade e eu quero compartilhar e 2- já falei pra vocês da minha vontade em falar sobre mais pautas de beleza aqui no blog. Portanto estou unindo o útil com o agradável e decidi compartilhar meu artigo sobre esse assunto que é um tanto quanto polêmico e que futuramente desejo me aprofundar mais: cosméticos orgânicos e naturais.

O tema é polêmico pois envolve uma série de pesquisas, mudança no comportamento do consumidor que segue essa filosofia e deve ficar atento com que está consumindo e o posicionamento das marcas em relação à essa "onda". No artigo vocês poderão entender um pouquinho melhor esses pontos de vista, e então tirar suas próprias conclusões:

Cosméticos Orgânicos são cool


Ultimamente comprar produtos verdes e defender a causa ecofriendly tem se tornado uma grande tendência, isso é, consumir produtos orgânicos e naturais nos quais há uma responsabilidade com o meio ambiente na hora de sua produção. Essa onda que tem como enfoque o ambientalismo e a origem das matérias primas dos produtos, tem acontecido pois hoje as pessoas têm maior acesso à informação e isso vem mudando o comportamento do consumidor na hora de fazer suas escolhas de compra. Um mercado que vem sendo diretamente afetado é o dos cosméticos e por esse motivo empresas vem demonstrando preocupação na criação de produtos que aderem a essa causa, mas um ponto importante é saber diferenciar marcas que estão usando dessa “onda verde” como estratégia de marketing a fim de conquistar determinado público, sendo assim, “maquiando” a verdadeira origem dos produtos, do que realmente tem sido feito em prol ao tema de modo sério e responsável.

Para as empresas cosméticas é interessante aderir à causa ambiental, pois dessa maneira criam um compromisso social e uma identificação maior com o público que vem modificando sua filosofia de vida. Mas para que a comercialização de cosméticos orgânicos funcione de fato e de maneira correta, é necessário uma profunda fiscalização dos produtos e o fornecimento de maiores informações aos consumidores, de maneira fácil na hora de comprar uma mercadoria e que seja disponibilizado por algum outro meio, como a internet, mais dados de forma transparente e clara sobre o que é consumido, como isso é produzido e as fontes de sua matéria prima.

cosméticos orgânicos
Fotos: Divulgação

Para um produto ser considerado natural ele deve ter 70% de seus ingredientes oriundos de cultivo orgânico e empresas verdes e ecofriendly normalmente demonstram preocupação com lixo urbano, por isso uma das medidas tomadas por elas é criar refis que venham em embalagem recicláveis. Embora o esse processo de identificação de produtos verdadeiramente verdes exija do consumidor uma pesquisa prévia sobre os valores da marca, o modo de produção e como são feitos os testes, existem algumas características que podem ser observadas com um pouco mais facilidade nos rótulos consultando a composição do produto, como por exemplo, se possuem ph-neutro (apenas algumas marcas disponibilizam essa informação) e se são livres de: sal, derivados de petróleo, laurel-sulfatos, corantes e parabenos.

Esse tipo de informação é fundamental para os clientes, pois há no mercado produtos usados inocentemente no dia a dia que possuem em sua composição ingredientes capazes de fazer mal não somente ao planeta, mas também ao ser humano, como hidratantes que possuem derivados do petróleo e cremes dentais que contém glicerinas que podem ser de origem animal ou vegetal, além de outros. A questão é: o consumidor sabe o que está consumindo? E as empresas informam de maneira adequada? Essas são perguntas que talvez possam ser respondidas quando houver maior fiscalização a respeito dos cosméticos orgânicos, para que assim eles deixem de ser apenas parte de uma estratégia de venda, e realmente possam atender às qualificações para defender essa filosofia.

Então me digam o que acharam desse tema, e como vocês analisam o comportamento dessas marcas? Se vocês quiserem saber mais sobre os produtos "verdes", como por exemplo, as marcas que possuem essa filosofia, ou qualquer outra dúvida, me contem aqui nos comentários ok?! Um beijo e até a próxima!

You Might Also Like

1 comentários

  1. Eu tenho muita vontade de testar *-*
    Quais marcas são organicas??

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir

Google +

Subscribe